A vida que você não escolheu em uma realidade alternativa

Naquela noite, entendi
que sonhar era experimentar
uma outra realidade.

Fugia do controle,
era detalhada e real.

Sonhar era viver
outra vida dentro da sua por alguns instantes

Sonhar matava e aumentava
a saudade de tudo que não era.

Sonhar mostrava o que teria sido                                                                                                                                              daquilo que você não escolheu.

Sonhar trazia à tona
tudo o que acordados
trancafiávamos

Sonhar mostrava
o incontrolável.

E o único problema,
de tudo isso

era que na próxima
noite, não haveria
continuação.

Caso contrário, existiria
uma realidade alternativa.

E a banda da vida,
simplesmente
não toca assim.

Comentários

Cofundadora e desenvolvedora do site Vida em Equilíbrio, estudante de Filosofia na Universidade Federal de Pelotas.

“Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.
Janelas do meu quarto, do meu quarto de um dos milhões do mundo que ninguém sabe quem é…
E se soubessem quem é, o que saberiam? Fernando Pessoa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Enter Captcha Here : *

Reload Image