Autor Ju Farias

A fé é um tecido bonito que cobre o coração

Tenho aprendido o real sentido da oração, aquele bate-papo com Deus que a gente faz em silêncio, sabe isso? Tenho compreendido como a fé é transformadora (e reveladora). Acho que o mais incrível da fé é a forma como ela nos movimenta, mais...

Leia mais

Todo tempo do mundo

Esperar ela chegar é como estar na montanha russa parada – pouquíssimo tempo antes do looping. Entre a porta e a mesa onde estou, olha só, existe um buraco imenso. É o mesmo buraco que ronda meu estômago, que se estremece entre o segundo que...

Leia mais

O jeito mais bonito de caminhar

Algumas montanhas são mais difíceis de escalar, eu sei. As pernas ficam cansadas e os joelhos fraquejam, pois a íngreme subida não perdoa nem os mais fortes calcanhares. A gente se vê entre a vontade imensa de desistir da aventura e a força...

Leia mais

Amor em primeira pessoa

O amor é coisa séria, entenda isso. Além do que, olha só, poetas amam diferente, sabe? E não é que façam isso melhor do que os outros, nada a ver. É só uma questão de perspectiva. Poetas não amam fácil, também entenda isso. Porém...

Leia mais

As pequenas grandes coisas do amor

Quero atravessar a rua segurando a mão do meu amor. Não apenas para protegê-lo dos carros que correm contra o tempo, mas para que a gente não esqueça os pequenos detalhes que nos fizeram chegar até aqui juntos. Se pararmos de fazer isso, e se...

Leia mais

O doloroso toque de acordar

O mundo mudou, e isso a gente já sabe. A tecnologia surgiu para nos deixar mais modernos, mais conectados, mais espertos e talvez até mais capazes de realizarmos feitos incríveis e inimagináveis. Por conta da internet, e de todos os avanços que...

Leia mais

Deus não tem tipo, só amor

Saí do cinema em silêncio e completamente estarrecida. Não, foi mais do que isso. A minha experiência com o filme “A Cabana” foi sobrenatural, foi intensa, foi divina. Amar e perdoar: é para isso que estamos aqui, eu entendi. E mais, muito...

Leia mais

O que há, Tatá?

Que graça, olha que graça essa pequenina fazendo graça na mesa da cozinha. Quem é que diria que a espevitada menina um dia grande seria? Ah, bobagem, no fundo todo mundo sabia que outro destino não haveria de ser. “O que será dessa...

Leia mais

Logo eu, amor

Você chegou como uma boa notícia, menina. Quando tudo andava meio quieto, você trouxe um violão e tocou uma canção qualquer para chamar minha atenção. Desde então, amor, é essa música que movimenta nossa dança, para lá, para cá, nós...

Leia mais

Vá, mas vá com amor

O que há depois da ponte? O que começa após o “fim”? Sempre me fiz essas perguntas e nunca, mas nunca consegui uma resposta que acalmasse a ansiedade de não saber o que vem depois. Mudei a pergunta. Comecei a questionar o que estava em jogo...

Leia mais