Será que vivemos, de fato, no presente?

“Apreciaríamos e desfrutaríamos melhor o presente se, nos dias de bem-estar e saúde, não deixássemos de refletir sobre como, durante a enfermidade ou a aflição, as lembranças das horas que decorreram sem dor e privação nos pareceram dignas de inveja — como um paraíso perdido, um amigo esquecido ao qual não demos o merecido valor. […]

A preguiça e a covardia do pensar por si mesmo

Pensar com a própria cabeça é extremamente libertador, no entanto, não é fácil. No âmbito do pensamento, podemos construir tudo, mas acabamos transferindo nossa capacidade para qualquer coisa que alivie essa responsabilidade. Fugimos, passamos a bola para outro alguém jogar por nós. Em alguns casos, seguimos algumas ideias sorrateiramente, como quem não quer correr riscos, […]

O desespero da liberdade

“O homem está condenado a ser livre”, sentenciou Jean-Paul Sartre no ensaio O existencialismo é um humanismo. Em outras palavras, o homem é prisioneiro do seu próprio futuro, pois é lançado ao mundo condenado à liberdade. Irremediavelmente decidirá os seus passos, escolherá seu caminho. Talvez, um leitor precipitado e relutante poderia supor uma situação em que […]