Desgaste psicológico

Conviver com estresse e ansiedade é algo muito complicado. Tem épocas em que os sintomas afloram mais e acontecem coisas como acordar todo dia com dor no peito e dor muscular, com aquela sensação triste de que lá vem mais um dia que tanto faz (na melhor das hipóteses) ou mais um dia ruim.

Nestes momentos é muito difícil pensar positivo. Tudo assusta e traz a sensação de que por mais que nos esforcemos não vai dar certo. Nossa cabeça é inundada por pensamentos e sensações negativas, que tendem a somatizar e logo trazer sintomas físicos como problemas de estômago, calafrios, dor de cabeça, dor no peito e logo vira dor pelo corpo todo.

Há muito medo e desespero de não saber o que vai acontecer e uma preocupação exagerada com o futuro. E esta preocupação vai consumindo o tempo presente por ficamos tão focados no futuro que não aproveitamos as coisas que estão acontecendo em nossa vida no momento atual.

Também há vezes em que recordamos muitos momentos tristes e traumatizantes que nos aconteceram. Aquelas situações ficam indo e vindo na nossa cabeça e algumas vezes a gente nem imagina que poderia lembrar de certas coisas. Estamos tranquilos e de repente puf: lembramos de uma coisa ruim que aconteceu quinze anos atrás.

Lidar com essas idas e vindas no tempo e com essas sensações ruins se torna muito exaustivo. Esses transtornos acabam sugando toda nossa energia e vontade de viver. Vai tirando a nossa alegria das pequenas coisas que antes gostávamos e que agora nem fazemos questão de fazer novamente.

Temos que ser solidários com quem está passando por situações semelhantes a estas de ansiedade e muita tristeza. E quem está se sentindo mal deve sempre procurar ajuda, tanto da família e amigos quanto ajuda profissional se achar necessário. Não se deve ter receio de contar com a ajuda outras pessoas.

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Lais Nascimento

Lais Nascimento

Mineira de Guaxupé, 26 anos, biomédica.
Amo a área da saúde mas também tenho grande interesse em psicologia e comportamento humano.