Mais alegria por favor

Tem gente que sofre de excesso de pessimismo. Já acorda reclamando da vida, falando que está com dor com um milhão de lugares, que já está atrasado para aquela reunião e que esta vai ser muito ruim pois o chefe é um chato. Que está feia, gorda, com o cabelo ruim e que não tem roupa. Que o sol está quente ou que está chovendo.

Reclama da mãe, do namorado, do cachorro do vizinho e da novela. Passa o dia falando mal de tudo o que acontece, que poderia acontecer mas que nem aconteceu. Fala coisas negativas da manhã até a noite e nos dias seguintes o ciclo se repete interminavelmente. É o tipo de pessoa com quem nem dá gosto de conversar, muito menos de falar bom dia porque já se sabe que a resposta vai ser aquela enxurrada de infelicidade.

Chega, né? Vamos parar com esse negativismo. Gente assim se torna chata e só afasta os outros de perto dela. Até quem tem algum afeto ou simpatia pela pessoa acaba por desistir de puxar algum assunto. Pense que terrível é conviver com alguém que se você perguntar como ela está já vem com uma sessão do descarrego em cima de quem quer que seja.

“Está tudo bem mas…” Não! Vamos correr de gente pessimista. Ninguém precisa de mais carga negativa do que a que já temos em nossa vida. É tão melhor conviver com gente alegre, que nos cumprimenta com um sorriso e fala palavras boas. De tristezas já bastam as que as vezes surgem no nosso cotidiano e com as quais temos que aprender a viver.

Não sejamos essas pessoas. Se não conseguirmos lidar muito bem com nosso sofrimento é melhor tentarmos também não ficar disseminando sentimento negativo. Devemos tentar levar a vida com mais leveza, com mais alegria e menos mágoas. Esta é uma ótima atitude para nós mesmos e evita que pessoas boas se afastem da gente.

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Lais Nascimento

Lais Nascimento

Mineira de Guaxupé, 26 anos, biomédica.
Amo a área da saúde mas também tenho grande interesse em psicologia e comportamento humano.