O PRESENTE

Olhos fechados, frio na barriga, coração acelerado… Sua boca seca, e sua respiração fica ofegante. Mãos estendidas, em formato de concha, aguardam ansiosamente por aquilo que a Vida irá depositar nelas dessa vez.

Na sua cabeça passam mil coisas, mil possibilidades: “O que será dessa vez?” “Ah, não gosto de surpresas, mas a vida insiste em me surpreender!”. Você se lembra da caminhada que fez até chegar a esse exato momento. Foram muitos obstáculos superados, não foram? Você quis desistir muitas vezes, mas a esperança de encontrar algo bom dessa vez te impulsionou a continuar.

Enfim chegou o momento. Você lutou para estar aqui. Suas mãos trêmulas se abrem e você pode perceber que o tão esperado presente chegou! Sim, há tempos que você vinha pedindo isso, e nos dias mais tristes você chorava muito por achar que ele nunca chegaria, lembra?

Você novamente fecha as mãos e pensa: “Não posso aceitar esse presente! Eu não mereço… Não estou preparada, não vou saber lidar com isso”. Em seu coração você sente que nada que é bom dura para sempre, e que aquilo logo poderia se transformar em um mal… “Ah, estou acostumada a lidar com minhas noites de choro, com as minhas frustrações, até mesmo com as más notícias… mas com o bom eu não sei lidar… Que loucura!”.

Mas a Vida te olha nos olhos, e dessa vez não te deixa sem resposta. Ela toca em sua mente e a silencia. E fala diretamente ao seu coração:

“Sei que após tantos acontecimentos ruins fica difícil acreditar novamente que algo bom possa surgir. Enquanto você subia a montanha para vir ao meu encontro eu escutava seus pensamentos inseguros te preparando para o pior. É, você não esperava algo bom, mas você MERECE algo maravilhosamente bom em sua vida! Infelizmente só você não percebe isso. Esse medo do “novo” que está sentindo agora, que te faz tremer e o coração acelerar, é normal no início. Você que a tempos atrás só chorava… a partir de hoje irá sorrir muito, e isso causa estranheza não é? O coração antes pesado, se sentirá leve. Os olhos tristes ganharão um novo brilho, e as feições abatidas um novo ânimo. Sim, meu presente te trará tudo isso!!! Mas você tem que permitir isso tudo…. Eu coloco a benção em suas mãos, mas você é livre para aceitar ou não”.

Você olha novamente para o presente e pensa: “Porque não aceitar? Porque não tentar ser feliz com aquilo que um dia tanto sonhei e hoje está em minhas mãos? Se está aqui é porque eu mereço… o caminho que enfrentei para chegar até aqui somente eu o conheço, somente eu sei o quão foi difícil, portanto, devo acolhe-lô em meu coração”.

Você abre seu coração, tira dele o medo e a desesperança, e no lugar deles, acolhe o presente recebido pela Vida. Sorri, e ao voltar nota que o caminho pelo qual está passando agora é diferente do que havia feito anteriormente, e pensa: “As coisas estão mudando mesmo!”, e dessa vez, segue firme e não olha para trás.

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Izabela Aparecida Felisberto

Izabela Aparecida Felisberto

Natural de Chavantes-SP, Distrito de Irapé, interior de SP. Formada em Administração de Empresas pela Faculdade Estácio de Sá, Câmpus de Ourinhos. Estudante de psicologia, 24 anos, me interesso por tudo que se relaciona às diversas facetas do ser humano, sobretudo o seu desenvolvimento e melhoria de qualidade de vida. Amante da literatura, leio tudo o que for possível... de romances a rótulos de produtos! A escrita e o artesanato são algumas de minhas terapias. Me apaixono diariamente... pela vida!