Tua Alma Deseja Dançar

Estamos cansados e precisamos respirar. Os bares estão lotados, a loja de roupas cheia de almas vazias e a praça de alimentação já não suporta mais tanto publico. Talvez porque nossa fome não seja  só de comida, afinal de contas, estamos sedentos de vida, queremos preencher este vazio que nos atormenta noite e dia. Perdidos e cansados, vivemos em busca de amenizadores, algo que nos faça parecer vivos e despreocupados. O beijo não dado, o abraço negado e o perdão recusado.. assim vamos sobrevivendo em nossas bolhas de egocentrismo cada vez mais desenfreado.

Como maquinas, compartilhamos mensagens bonitas em nossas redes sociais, dizemos que o amor um dia vencerá, mas desligamos nossas telas e dormimos sem sequer perdoar aqueles que nós desagradam. Dizemos que precisamos de paz, mas atacamos aqueles que pensam diferente de nós. Compartilhamos mensagens contra esquemas de corrupção politica, mas ao mesmo tempo tentamos subornar o policial rodoviário. Estamos tão cansados porque já não aguentamos mais viver de personagens. Assim vamos esquecendo de quem somos verdadeiramente e acabamos perdidos em nós mesmos.

É claro que ninguém nunca vai ser como a gente espera. É claro que precisamos fechar um olho, fingir que não ouvimos determinadas coisas, deixar passar batido outras tantas. Se formos levar tudo ao pé da letra fica muito difícil manter uma amizade. Mas não dá para pisar em ovos o tempo inteiro, não dá pra encenar um papel a todo instante. Precisamos ser nós mesmos. Precisamos manter nossa naturalidade, não podemos viver dando desculpas. Precisamos ser quem somos, precisamos nos despojar daquilo que pensam ou não de nós.

Saia do seu Ego inflamado, conheça novas pessoas, permita-se ser quem você realmente é! Deixe que os outros possam lhe conhecer, compartilhe sua historia, fale sobre seus medos, suas alegrais e suas tristezas. Permita que o outro se reconheça em você, permita que o outro lhe ensine algo novo. Somos universos distintos, universos que precisam ser conhecidos, universo que precisa conhecer outros para se completar.

Respire, pare de tentar preencher o vazio com coisas materiais e desnecessárias. Tua alma tem sede de coisas mais elevadas, tua alma tem sede de dançar nesse universo que há dentro de você.. Permita que sua alma dance…Permita-se!  Seja apenas você e nada mais!

Dance e deixe-se guiar pela melodia, deixe-se conduzir pelo salão de sua vida, feche os olhos e sinta-se vivo! Pelo menos uma vez, seja livre dentro de você mesmo!

Agora sou leve, agora vôo, agora vejo por baixo de mim mesmo,
agora um Deus dança em mim!”
Nietszche

Comentários

Comentários

Sobre o autor

Matheus John

Matheus John

Matheus John, 21 anos, natural de Ponta Grossa- Paraná. Atualmente cursando Ensino Superior em Licenciatura Filosofia pelo Instituto de Ensino Superior Sant'Ana. Colaborador do projeto de extensão na área de Literatura Existencialista e Filosofia Classica . Colaborador Projeto de Extensão UEPG: Nietzsche e David Foster: Niilismo e nova sinceridade